Cerca de 47% das empresas de inteligência artificial adquiridas desde 2012 tiveram suporte de venture capital (VC)

Gigantes empresariais como Google, IBM, Yahoo, Intel, Apple e Salesforce estão competindo na corrida para adquirir empresas privadas de inteligência artificial (AI, em inglês), com a Ford, Samsung, GE e Uber emergindo como novos participantes.

Mais de 250 empresas privadas que usam algoritmos AI em diferentes verticais foram adquiridas desde 2012, com 37 aquisições ocorrendo apenas no primeiro trimestre de 2017. Esse trimestre também viu uma das maiores ofertas de fusões e aquisições: a aquisição da Ford da Argo AI por US$ 1 bilhão.

A Baidu tem sido particularmente agressiva em suas aquisições de AI em 2017, com 3 negócios de fusões e aquisições até agora, incluindo a aquisição do kit Kitt.ai, apoiado pelo Amazon Alexa, neste trimestre.

Confira um gráfico mostrando a quantidade de fusões e aquisições em startups de inteligência artificial durante o primeiro trimestre de 2012 ao segundo trimestre de 2017:

FUSÕES E AQUISIÇÕES EM INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

fusões e aquisições startups inteligência artificial 2017
Fonte: CB Insights

*Nota: Q1: primeiro trimestre; Q2: segundo trimestre; Q3: terceiro trimestre; Q4: quarto trimestre.

O Google é o adquirente mais ativo das startups da inteligência artificial, com 12 aquisições sob o mercado desde 2012. No ano de 2013, a Google obteve o aprendizado profundo e a inicialização da rede neural DNNresearch do departamento de informática da Universidade de Toronto.

Esta aquisição ajudou o Google a fazer grandes atualizações no seu recurso de busca de imagens.

Em 2014, a Google adquiriu a empresa britânica DeepMind Technologies por cerca de US$ 600 milhões (o programa DeepMind da Google bateu recentemente um campeão do mundo humano no jogo de tabuleiro “Go”).

No ano passado, adquiriu a empresa em inicialização de pesquisa visual Moodstock, e plataforma de bot Api.ai. Mais recentemente, no terceiro trimestre de 2017, a Google adquiriu Halli Labs, com sede na Índia.

A Apple vem aumentando suas atividades de fusões e aquisições e ficou em segundo lugar com um total de 8 aquisições.

Recentemente, adquiriu os dados da Lattice da California por US$ 200 milhões e o RealFace baseado em Tel Aviv, avaliado em US$ 2 milhões. (A tabela abaixo exclui startups de realidade aumentada e realidade virtual, como a SensoMotoric Instruments, que a Apple adquiriu no segundo trimestre deste ano).

Intel, Microsoft e Facebook estão empatados em terceiro lugar. A Intel adquiriu apenas 3 startups em 2016: Itseez, Nervana Systems e Movidius, enquanto o Facebook adquiriu Masquerade Technologies, com sede na Bielorrússia, e Zurich Eye, com sede na Suíça, recentemente.

A Microsoft recentemente adquiriu a Geneuvi e o iniciador de conversação AI Maluuba.

O Salesforce e o Twitter adquiriram 4 startups de inteligência artificial cada um. O acordo de fusão e aquisição mais recente do Twitter foi o arranque inicializado de processamento de imagens Magic Pony. A Salesforce, que aderiu à corrida em 2015 com a aquisição da Tempo AI, realizou duas grandes aquisições no ano passado: o MetaMind e o servidor de aprendizado de máquina open source PredictionIO, com suporte para Khosla Ventures.

A GE efetuou 2 aquisições em novembro de 2016: inicialização de AI-Io Bit Stew Systems e Wise.io com foco no CRM.

A imagem abaixo mostra a linha do tempo da atividade de fusões e aquisições de empresas que fizeram 2 ou mais aquisições desde 2012. (Nota: Não são conhecidas as datas exatas para Novauris da Apple e as aquisições da Orbeus da Amazon. São marcadas com uma estrela para indicar a data aproximada de aquisição).

Top empresas investidoras em startups de inteligência artificial (2012-2017)

empresas investimento startups ai 2017
Fonte: CB Insights

Não é difícil saber o real motivo do crescimento exponencial pelo interesse de grandes empresas em adquirir startups que atuam com inteligência artificial.

Isso se dá porque este mercado está em ascendência e será o futuro da economia, onde automação e máquinas computadorizadas irão processar até 1000 vezes mais rápido que os computadores que temos hoje,e ai as possibilidades de análise de dados serão praticamente infinitas.

Inteligência artificial tem o poder de modificar os processos empresariais que temos atualmente em algo mais simples e rápido, poderá nos ajudar a tomar decisões mais assertivas e com menos custo e envolver muito mais troca de dados entre pontos nodais por diversas localidades do mundo.

Essa onda da inteligência artificial trará oportunidades de ajudar a resolver enormes problemas globais como aumento da temperatura global, ineficiência do transporte público, desburocratização de processos empresariais, filtragem de atos corruptos, entre outros.

Prepare-se, pois o que vem pela frente é ainda mais disruptivo!

Quer decolar ainda mais alto em seus empreendimentos?

Curta nossa página no Facebook

Veja nossas fotos no Instagram

 

Category: TECNOLOGIA

Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *